Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Platão e a educação

O que diria Platão sobre o actual uso da compulsão na aprendizagem? Encontramos a resposta em A República:


"E, por conseguinte, o cálculo e a geometria, assim como todos os outros elementos da instrução, que são uma preparação para a dialética, deverão ser apresentados à mente durante a infância; não, porém, com quaisquer ideias de forçar o nosso sistema de ensino nas crianças.

Por que não?

Porque o homem livre não deve ser um escravo na aquisição de conhecimentos, sejam de que tipo forem. O exercício físico, quando obrigatório, não prejudica o corpo, mas o conhecimento adquirido sob compulsão nunca é retido pela mente.

É verdade.

Então, meu bom amigo, como já disse, não usem a compulsão, mas deixem que a educação seja uma espécie de brincadeira; então será mais fácil descobrir a inclinação natural das crianças.

Essa noção é muito racional, disse ele."

[excerpto do Livro VII]

2 comentários:

Isabel de Matos disse...

Se Platão estivesse vivo, não sei o que ele diria da escola de hoje!....

Obrigada por "ires buscar estas coisas ao sótão"! :)
Beijinhos
Isabel

Tibetan Star disse...

Na verdade eu também não sei, porque aqui Platão estava se referindo à educação da elite, o que me faz lembrar da "verdadeira escola", enquanto que a escola de hoje é uma espécie de "escola do povo". Penso que segundo Platão o povo nem devia ser educado.