Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Ensino doméstico: por quê?

Porque é que certas famílias decidem educar os filhos em casa?


Para algumas famílias, a decisão de educar os filhos em casa é o resultado de um longo processo reflexivo feito muito antes dos filhos alcançarem a "idade escolar". Embora possam haver vários motivos para a decisão, sejam eles filosóficos, religiosos ou outros, todas as famílias que optam pelo ensino doméstico sentem que, em casa, podem proporcionar uma educação mais adequada aos filhos. É também a escolha natural para os pais que, tendo apreciado um envolvimento activo no desenvolvimento dos filhos desde a nascença, não vêem motivos para abdicar dessa responsabilidade quando estes atingem a idade escolar.


Há pais mandam os filhos para a escola mas depois vêem a infelicidade que isso lhes causa. Nem todas as crianças se adaptam à escola. Às vezes têm dificuldades de "encaixe", algumas podem ter problemas ou necessidades especiais como a dislexia e a síndrome de Asperger, outras são vítimas de violência escolar, sofrendo diária e gravemente nas mãos de bullies, outras têm ataques de ansiedade e, em casos extremos, desenvolvem a fobia escolar.

Às vezes, as crianças ou adolescentes sentem que há um grande desfazamento entre o modo como a escola ensina e o modo em que melhor aprendem; e muitas vezes os pais não estão satisfeitos com a educação dada nas escolas. Várias famílias estão convencidas que, em casa, podem atender às necessidades individuais dos filhos muito melhor do que a escola o poderia alguma vez fazer.

Estes são alguns dos motivos que levam certas famílias a optar pelo ensino doméstico. É uma decisão que só vocês podem tomar, mas conversar com outras famílias que praticam o ensino doméstico e passaram pela mesma situação pode ser útil.

Na internet há um grupo do ensino doméstico, "dedicado a quem pretenda saber mais e contribuir para um ensino alternativo às escolas, a jovens com necessidades especiais e a pais que acreditam que podem contribuir de forma positiva para uma sociedade melhor educando os seus filhos em casa". Se quiserem saber mais e entrar em contacto com o grupo, só precisam de clicar aqui.

(A maior parte da informação aqui contida foi adaptada daqui.)

4 comentários:

Marie Lourenço disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marie Lourenço disse...

mas pq em casa??? e a socialização da criança???????? ele não aprenderia enfrentando os problemas, as fobias?

Secretário Ton disse...

Oi Marie, vou fazer um TCC da minha pós-graduação sobre o assunto. Vou tentar responder sua pergunta com minha experiência como educador. A socialização é inevitável para a criança. Ela pode fazer amigos em diversos espaços como crianças da vizinhança, programas de acampamento, cursos de futebol, natação, etc... Não necessariamente na escola. Lanço outra pergunta, e o papel dos pais, deve-se delega-lo à escola?

Ana disse...

Na minha opinião as crianças não aprendem a socializar na escola melhor do que em casa onde lhe são dadas regras de conduta para quando estão com outras crianças. A maioria das nossas escolas hoje em dia não são mais do que selvas onde nem os professores se conseguem fazer respeitar e as nossas crianças são largadas à orientação pelos colegas. Existe um livro muito bom que me ajudou bastante a entender as verdadeiras necessidades para o desenvolvimento das crianças de um conceituado psicologo: "Pais Ocupados Filhos Distantes" de Gordon Neufeld. E para responder a essa senhora tenho a dizer que crianças não são adultos e abandoná-las a enfrentar os seus problemas sozinhas sem elas se encontrarem mentalmente capacitadas para isso é receita para o desastre.