Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sexta-feira, 13 de março de 2009

Massacre escolar: a escola assassina

O trágico tiroteio na escola de Winnenden obriga-nos a perguntar mais uma vez: o que está acontecendo nas escolas? Na tentativa de compreender o que se está a passar - este massacre não é o primeiro (abre cronologia dos tiroteios) nem será o último - sociólogos e educadores têm sugerido várias possíveis causas.

Este artigo, por exemplo, diz-nos que "o massacre na escola de Winnenden, perto de Estugarda, provocou um debate sobre a prevenção de crimes deste tipo, desde o uso de perfis psicológicos à lei das armas, do acesso a jogos de vídeo violentos ao estado geral das escolas."

C. Bradley Thompson, professor universitário no departamento de ciências políticas na universidade de Clemson, está convencido de que não estamos a ver o óbvio.

Num artigo intitulado Nossas Escolas Assassinas, diz o seguinte:

"Os tiroteios têm uma coisa em comum: todos eles ocorreram na escola. Os jovens não mataram ao fim de semana, não mataram depois das aulas, nem, por exemplo, no centro comercial. Então o que se está a passar? Porque é que os jovens estão cheios de raiva, e porque estão expressando essa raiva através de actos tão violentos?

Que todos mataram na escola é um facto que merece reflexão. A explicação para todos estes tiroteios pode ser facilmente encontrada na destruição das mentes e espíritos dos jovens por estabelecimentos de ensino determinados a usar os nossos filhos como cobaias para as suas bizarras experiências de escolarização. A verdade inegável é que actualmente a grande maioria das escolas públicas são desertos morais e intelectuais.

O estabelecimento de ensino reage a esta crise transformando as escolas em algo que mais se assemelha a uma prisão do que a um ambiente de aprendizagem. Arame farpado, detectores de metal, cartões de identidade, circuito fechado de televisão, polícia e guardas são, hoje em dia, características comuns da escola. Pior ainda, o sistema escolar trata os nossos jovens da mesma forma que o sistema penal trata os prisioneiros. A maior parte das escolas funcionam como meros centros de supervisão para os adolescentes e as piores escolas como centros de detenção."

Sem comentários: