Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Armas de Instrução em Massa

Viagem de um professor pelo mundo obscuro da escolaridade obrigatória

Em Weapons of Mass Instruction, John Taylor Gatto escreve sobre os mecanismos da escolaridade compulsória que destroem a imaginação, desencorajam o pensamento crítico e criam a falsa visão da aprendizagem como subproduto do treino da memorização.

Com o seu livro anterior, colocou a expressão "dumbing us down" - emburrecendo-nos cada vez mais - na boca de todo o mundo, tornando-a famosa. Weapons of Mass Instruction promete adicionar outra metáfora arrepiante aos argumentos contra a escolaridade.

O livro demonstra que o mal que a escola inflige é racional e deliberado, seguindo teorias propostas ao mais alto nível político por Platão, Calvin, Spinoza, Fichte, Darwin, Wundt e outros que alegam que o termo "educação" não faz sentido porque a humanidade é rigidamente limitada pelas necessidades da biologia, psicologia e teologia. A verdadeira função da pedagogia é a de tornar a população gerível.

Atingir esse objectivo exige que os jovens sejam condicionados a depender de profissionais e especialistas, condicionados a permanecerem separados das suas alianças naturais, condicionados a aceitar desconexões das experiências que levam à auto-suficiência e independência.

Escapar a esta armadilha exige uma forma diferente de crescer, que Gatto chama de "open source learning." Em capítulos como "Carta à minha neta Cristina", "Stanley, O Gordo" e "Um Passeio em Londres", esta alternativa é ilustrada.

John Taylor Gatto ensinou em escolas públicas durante 30 anos antes de deixar a profissão com uma carta aberta de demissão publicada no Wall Street Journal no ano em que foi nomeado "Professor do Ano" de Nova Iorque.

Sem comentários: