Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

domingo, 7 de junho de 2009

Ensino doméstico: a estória da família Crawsham

Mais uma tradução livre. O original, em inglês, encontra-se aqui.

Carolyn Crawsham e seu marido Mike educam os cinco filhos - Joe, 15; Sam, 12; Benjamin, nove; Isabella, seis e Alice, três - em casa. Joe frequentou a escola durante uns meses quando tinha 4 anos de idade mas não apreciou o estilo de aprendizagem. Nenhum dos seus irmãos mais novos foram para a escola.

"Não se trata apenas de uma decisão pedagógica; é muito mais que isso, é um estilo de vida", diz Carolyn. "Às vezes o que fazemos assemelha-se à escola e àquilo que seria de esperar, mas outras vezes não, outras vezes o nosso tempo é ocupado com brincadeiras, apreciando a companhia uns dos outros, lendo estórias, indo a museus e outros eventos.

Há pais-educadores que às vezes se preocupam com a socialização, mas uma das razões que me levou a tirar o Joe da escola foi por o ambiente social ser tão negativo. Durante os recreios, eram 120 crianças entre os 5 e os 7 anos e apenas meia dúzia de adultos, e a qualidade de interacção social era muito pobre. Agora eles têm lições de música e de arte, pertencem a clubes de futebol e fazem amizades através do clubinho da igreja.

Na Inglaterra, o ensino doméstico é um verdadeiro oásis de aprendizagem natural. Seria uma absoluta tragédia perdermos esta forma de aprender tão única e tão incrivelmente eficaz. Decidimos não delegar os nossos filhos para o estado porque acreditamos que, como família, o que temos é muito mais valioso. "

Sem comentários: