Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Ajudem a proteger o ensino doméstico no Reino Unido

Mais uma petição:

Por favor ajudem-nos a manter a liberdade de educar os nossos filhos da forma que melhor entendemos.

Gostaríamos que apoiassem o nosso pedido ao Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha para rejeitar as recomendações de Graham Badman em relação ao Ensino Doméstico na Inglaterra. As suas propostas são uma reacção totalmente desproporcionada a um 'suposto' problema e o seu relatório está cheio de alegações sem quaisquer fundamentos, de que as crianças educadas em casa estão em maior risco de abuso do que as que frequentam a escola.

Ora este não é o caso, como o próprio relatório indica. As recomendações deste relatório tranformariam o Estado em "pai de primeira instância", apesar da legislação actual ser bem clara: quem é responsável por dar a educação adequada aos filhos são os pais.

O relatório propõe a introdução de acompanhamento e registo dos educadores-domésticos. Funcionários públicos teriam acesso automático às nossas casas e o poder de entrevistar as crianças sem a presença dos pais ou outro adulto de confiança. Isto é um ataque às liberdades civis.

O registo poderá ser recusado ou revogado por razões de "protecção de menores". No seu relatório Badman diz que estas razões incluem "quaisquer preocupações" que os funcionários públicos possam ter. Sob essas condições, "registo" significa "autorização", especialmente quando os educadores domésticos se deparam com inspectores que são contra o ensino doméstico.

As propostas também introduzem a exigência que os pais apresentem planos anuais e que no final do ano os filhos demonstrem sucesso na compleção do plano. Isto destruirá a educação autónoma / unschooling, pois qualquer filosofia educacional direccionada pela criança será dizimada com a imposição de estrutura na aprendizagem. Isto também limitará drasticamente a flexibilidade desfrutada neste momento pelos educadores-domésticos que seguem métodos estruturados.

Actualmente, em vários países, parece estar a haver uma tentativa de minar o ensino doméstico e medidas estão sendo tomadas para que a educação dos nossos filhos seja limitada à que é aprovada pelo Estado. A Suécia está prestes a proibir o ensino doméstico, que já é ilegal na Alemanha.

Ajudem-nos a fazer com que isto não aconteça na Inglaterra. Isto está a tornar-se um problema a nível global para os educadores domésticos. Vamos nos unir e dizer bem alto "basta!"

Petição:

Nós, os abaixo assinados, exortamos o Primeiro-Ministro da Grã-Bretanha para rejeitar as recomendações de Graham Badman no seu relatório sobre o ensino doméstico na Inglaterra.

Assine a petição aqui.

3 comentários:

P e M disse...

Já está e não custou nada!

;o)

Pequete disse...

Já está. As coisas estão, realmente, a ficar negras por todo o lado...

Paula disse...

Não hão-de descansar enquanto não submeterem os nossos filhos aos imperativos econômicos, e transformá-los todos, sem excepção, em capital humano para as multinacionais.