Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Ensino doméstico e diferenças na aprendizagem

Beth tem 14 anos e é educada em casa.
Eis, aqui, o que nos diz sobre a sua experiência:

"Como os jovens educados em casa não vivem em stress eles conseguem alcançar aquilo que realmente querem. Aprendem o que querem ao ritmo que querem sem serem obrigados a ouvir coisas que lhes entram por um ouvido e saem pelo outro. Na escola temos que pôr de lado as matérias que queremos estudar e acabamos por não seguir a carreira que queremos. Quando as crianças são educadas em casa elas podem concentrar-se a 100% nas áreas que lhes interessam e não naquilo que os professores querem.

Os jovens educados em casa podem escolher a carreira que realmente querem. Não desejam apenas ganhar dinheiro; querem gostar do seu trabalho, estar envolvidos nele e dar o seu melhor. Não querem ser grandes homens de negócios mas infelizes. Querem estar envolvidos no seu trabalho, em vez de passarem os dias sentados num escritório datilografando palavra após palavra sonhando com outra carreira completamente diferente.

Agora que não frequento a escola sou muito menos tímida e converso com as pessoas que quero, em vez de me esconder e esperar que os outros tomem a iniciativa. Agora tenho muito mais amigos; na escola só tinha 3 e dois deles agrediam-me.

As escolas podem ser mentalmente abusivas. Depois de 2 anos no ensino doméstico ainda não consegui ultrapassar o facto da escola me ter tratado como uma burra por não conseguir ler e escrever corretamente, apesar de saberem que era devido às minhas diferenças de aprendizagem. Como não me conseguiam entender decidiram que eu é que era estúpida. Porquê? Porque não tinham formação suficiente para entender pessoas ligeiramente diferentes.

O ensino doméstico libertou-me. Agora eu tenho a oportunidade de aprender em vez de estar fechada numa sala de aulas sem nada aprender, só para depois os ouvir ralhar comigo por me esquecer do que tinham dito. Na escola somos intimidados a aprender e intimidados se não aprendermos."

4 comentários:

P e M disse...

Paula,

ADOREI este post! Com os anos que me separam da Beth concordo com tudo o que ela escreveu!

:o)

Paula disse...

Pois, eu também gostei muito do testemunho dela.

Muitos jovens educados fora do sistema têm blogues, ainda hei-de fazer um apanhado deles...

Ipe disse...

Hola,
me ha encantado esta entrada.

Quería preguntaros si querríais participar en el Carnaval de blogs de educación en familia. Este vez hablaremos de como viven nuestras hijas e hijos la diferencia. La fecha limite es el 01 de septiembre.

Te dejó el enlace para que entiendas mejor la propuesta.
http://mishijosmioro.blogspot.com/2009/06/xii-edicion-carnaval-de-blogs-educando.html

Paula disse...

“Não ser ninguém excepto você, num mundo que se esforça dia e noite para torná-lo igual a todos os outros é a batalha mais dificil que qualquer ser humano poderia lutar; e uma que nunca poderia deixar de lutar.”

E.E. Cummings

Viva la diferencia!