Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

domingo, 1 de novembro de 2009

Ensino Domiciliar = Aprendizagem Personalizada

Os argumentos a favor do ensino domiciliar III

Os argumentos das crianças e jovens educados em casa

1. O ensino doméstico possibilita uma aprendizagem personalizada


Em casa, os currículos podem ser adaptados às crianças, que os usam de uma maneira que não seria possível no ambiente escolar. A educação é baseada nos interesses pessoais e os próprios jovens tomam responsabilidade pela sua aprendizagem. Como resultado, a motivação é alta e a aprendizagem é interessante e gratificante.

Artur, 8 anos, de Hampshire
"Com a educação em casa, podemos aprender à nossa maneira e por isso aprendemos melhor."

Sara, 10 anos, de Tyne
"Estar em casa deu-me mais tempo para refletir sobre o que estava fazendo."

Katherine, 14 anos, de Hampshire
"Sou educada em casa há cerca de três anos, desde que saí da escola no final do 6º ano. O meu irmão também foi educado em casa e agora está a gostar de estudar música e francês na Universidade de Bristol. Eu adoro a educação domiciliar porque posso estudar as coisas que realmente quero aprender. Por exemplo, eu estou estudando grego e hebraico bíblico, dois idiomas que, se tivesse ido para a escola secundária, nunca teria tido a oportunidade de aprender. Adoro a liberdade de tomar as minhas próprias decisões - escolher os cursos que quero fazer, as disciplinas que quero estudar, como organisar os meus estudos, e assim por diante."

Hannah, 15 anos, de Cambridgeshire
"Com o ensino doméstico, a minha vida melhorou bastante, em várias maneiras. Eu andei numa escola pública até o final do 7º ano. Nós somos cristãos, por isso o cristianismo é uma parte muito importante das nossas vidas. Os meus pais acharam que o ensino da Bíblia era muito importante, além das disciplinas acadêmicas. Naquela época éramos 4 irmãos, com mais um a caminho. Os meus irmãos mais novos estavam muito entusiasmados com a perspectiva de serem educados em casa. Mas os meus pais deram-me a opção de permanecer na escola ou não. Depois de muita reflexão e oração, eu decidi ser educada em casa. Devo dizer que foi provavelmente uma das melhores decisões que fiz na minha vida até agora."

Continua aqui.

Sem comentários: