Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Um meio social mais amplo e diversificado...

Os argumentos a favor do ensino domiciliar III

Os argumentos das crianças e jovens educados em casa:

O ensino doméstico dá acesso a um contexto social mais amplo e diversificado


Kerrin, 17 anos, de Hampshire
Como não estão apenas (ou predominantemente) na companhia de pessoas da sua idade, as crianças educadas em casa aprendem a relacionar-se confortavelmente com pessoas de todas as faixas etárias. Tenho um bom amigo que tem 47 anos e uma menina de 9 anos considera-me uma das suas melhores amigas - até já fui convidada a passar a noite na casa dela! Tenho amigos que andam na escola, amigos que estão na universidade e amigos que são educados em casa. Tenho amigos em vários países, amigos cristãos e amigos sikhs, e amigos que não seguem nenhuma religião.

Hannah, 15 anos, de Cambridgeshire
Pensa-se frequentemente que as crianças educadas em casa são privadas de uma boa vida social, mas a minha experiência é completamente o oposto. Eu tenho uma óptima vida social, tal como a da maioria, ou até de todos, os meus amigos educados em casa. Todas as semanas participo no grupo do ensino domiciliar, no grupo de jovens, na igreja e geralmente em várias outras coisas, como grupos de encontro e assim por diante. Tenho muita facilidade de falar com pessoas que não estão na mesma faixa etária que eu.

Jo, 20 anos, de Hampshire
Eu fui educada em casa durante o ensino secundário mas frequentei um colégio part-time para fazer algumas cadeiras do 11º ano. Agora estou na universidade. Em retrospecto, acho que certas disciplinas são mais dificeis de fazer em casa, por exemplo, educação física e química. Por outro lado, temos a oportunidade de focalizar nas áreas que mais nos interessam e fazer projectos nessas áreas. De certa forma, podemos acabar "vivendo numa bolha", da qual um dia temos que sair. Mas a verdade é que quando fui para a universida não tive quaisquer problemas de socialização. Pode ser que seja devido ao facto de eu ser, por natureza, uma pessoa razoavelmente social, mas a educação em casa não me afetou de forma negativa. E pode até ter-me ajudado porque estou sempre disposta a falar com qualquer pessoa!

Continua aqui.

Sem comentários: