Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

O ano que passou

Tirando a parte final, o resto deste post é uma espécie de resumo do ano. Embora só tenha incluido alguns eventos e aspectos da nossa vida, dá para ficarem com uma ideia do que andámos a fazer. Se têm seguido o blogue, então as únicas "novidades", mais íntimas, estão na parte do mês de Dezembro.

Janeiro 2009

Começámos um novo capítulo da nossa vida em Bristol. Uma das primeiras coisas que fizemos foi entrar em contacto com o grupo do ensino doméstico de Bristol onde conhecemos várias famílias que educam os filhos fora do sistema escolar. Aqui, podem ver como o Daniel andou entretido com animê, mangá, japonês, kick boxing, ki aikido enquanto que eu... descobri a biodanza! Além disso, andámos a conhecer a zona: fomos até Portishead e andámos a passear em Blaise Castle.

Fevereiro 2009

Daniel continua interessado no japonês (andou a aprender kanji e a experimentar comida japonesa), a cozinhar receitas simples, a praticar generosidade, a aprender sobre o dinheiro e a divertir-se com o microscópio (ver aqui). Foi um mês muito frio mas apesar da neve, os passeios continuaram: Portishead, Bristol, Kings Weston, etc.

Março 2009

Março foi um mês bem cheio, por isso deixo apenas umas quantas palavras-chave: céu e as nuvens, bowling, amizades e japonês, (hiragana e katakana). História e religiões do mundo (islão, diálogo inter-religioso, criacionismo e ateísmo). Biologia (fomos até à reserva natural de Horseshoe Bend, no rio Avon), educação alimentar (pão integral e nutrição: importância das vitaminas e minerais). Economia solidária e moedas locais; oportunidades de aprender música, etc.

Que mais? Vários passeios (geografia): fomos até ao parque do castelo, kings weston, à ponte suspensa, Portishead e Clevedon (mais fotos aqui). E eu? Continuei com a biodanza!

Abril 2009

Em Abril fomos passar 2 semanas de férias a Portugal. Passámos a maior parte do tempo em Alvor e Portimão, mas démos um pulinho a Lisboa, Oeiras, Cascais, Guincho e aproveitámos para ir ao centro de arte moderna da Fundação Calouste Gulbenkian. E como o tema principal deste blog é o ensino doméstico, não posso deixar de mencionar o Encontro sobre a Educação Intuitiva, onde conheci a Isabel do blogue A Escola é Bela e a Rute, que acabou de escrever este post sobre o ensino doméstico.

De regresso a casa tivemos que dar um jeito no jardim e os passeios continuaram (Ashton Court e Bristol). Que mais? Ah! O Dia Mundial da Consciencialização do Autismo!

Maio 2009

Maio foi o mês em que o nosso processo de reconectar com a terra começou. É claro, as coisas do dia a dia continuaram: cozinhar, tratar do lixo e reciclagem, observar as libelinhas, etc.

O que mudou foi o nível de apreciação do prazer que vem de uma vida simples... A visita ao riverside garden centre e às hortas biológicas urbanas deram-nos a inspiração que precisávamos para começar a preparar o solo na horta que arrendámos e a cultivar legumes em casa. Pela primeira vez na vida comprámos sementes e plantámos morangos no quintal. E que prazer nos deu ver as alfaces, o tomate e o feijão verde a crescer...

Como era de esperar, os passeios continuaram: fomos ao Museu da Cidade de Bristol, descobrir as lojas e a arquitectura e história de Easton, adorámos Coombe Dingle (mais fotos aqui) e lá fomos, uma vez mais, até Kings Weston. Que mais? Comecei a orientar sessões de meditação num centro aqui em Bristol.

Junho 2009

O tema de Junho parece ter sido aprofundar a conexão com a terra, a natureza e os animais, observando a metamorfose das libelinhas, os escaravelhos, as lesmas e outros bichinhos no quintal; aprendendo a identificar flores (mais aqui e aqui) e árvores, a transplantar plantinhas, a preparar o solo para o cultivo e a fazer adubo orgânico (compostagem). E, claro, adorando ver o tomate, feijão verde, alface e morangos crescendo no quintal.

Refletimos sobre a aprendizagem não planejada, a economia da generosidade e resolvemos aprender mais sobre o movimento da economia grátis directamente daqueles que a praticam.

Os passeios, ou "visitas de estudo à la unschooling", continuaram: fomos aos mercados de S. Nicolau e do Tobacco Factory, visitámos uma quinta pedagógica aqui perto, fomos à floresta de Leigh Woods e visitámos a Tintern Abbey no País de Gales onde, passeando e brincando, aprendemos sobre história, geografia, religião, arquitectura, fotografia, música e novas tecnologias de informação e comunicação! Sem planos de aula, sem currículos, sem escola!

A não perder: a lista de ebooks sobre perspectivas educacionais alternativas incluindo, claro, vários livros sobre a educação em casa.

Julho 2009

Em Julho foram muitos os dias na horta. Os nossos "vizinhos" ajudaram-nos a trabalhar o solo enquanto as ervilhas, beterrabas e couves íam crescendo e, no quintal, o tomate ía amadurecendo. Divertimo-nos também a identificar e coletar plantas silvestres comestíveis no estuário do Rio Avon.

Os passeios continuaram: fomos até Corsham, ao País de Gales e ao parque dos veados. Andámos pela beira do rio no centro da cidade e fomos até Ashton Court (mais aqui), apreciando sempre o contacto com a natureza.

E como cuidar do nosso mundo interior, desenvolvendo a nossa inteligência emocional e espiritual, também é essencial, partilhámos com vocês algumas das nossas experiências: meditação a andar, budismo, taichi, etc.

Agosto 2009

Participámos, pela primeira vez, no Carnaval de blogs Educando en Família organizado pelos pais-educadores de língua espanhola e entrámos em contacto com o pessoal francês que organisa o Dia Internacional da Liberdade de Educação. Para demonstrar o nosso apoio à diversidade de projectos educacionais criámos uma rede social dedicada ao ensino doméstico para todos os pais-educadores à busca de novos paradigmas. A rede tem, neste momento, 88 membros.

Que mais? Talvez valha a pena mencionar a tradução que fiz do estudo sobre a aprendizagem informal e o ensino doméstico conduzido por Alan Thomas e publicado com a sua autorização.

Ah! Andámos também a apanhar amoras silvestres para fazer geleia e partilhámos uma receita de migalhas de ruibarbo. Outros passeios incluiram Kings Weston e Bristol.

Setembro 2009

Cabe-nos a nós também cuidar da sociedade e, através do nosso exemplo, ensinar que ser cidadão não significa acomodarmo-nos à sociedade em que vivemos mas ajudarmos a criar a sociedade que queremos. Esse foi o tema de Setembro: a relação entre a lei e a liberdade, a defesa dos direitos humanos, a lei como mecanismo usado pelo Estado para controlo do indivíduo, e assim por diante...

O principal evento do mês talvez tenha sido o Dia Internacional da Liberdade de Educação. Esta foi a 1ª vez que Portugal participou, com uma "conferência online", neste evento global cujo objectivo é promover a importância da liberdade de escolha do tipo de educação que os pais querem dar aos filhos. Aprendemos imenso sobre o direito à educação em casa em Portugal, no Brasil, e por este mundo fora...

Aqui na Inglaterra, celebrámos o dia com várias famílias que optaram pela educação domiciliar num not back to school picnic. Os passeios parecem não ter sido tantos, mas ainda tivemos tempo para ir até Coombe Dingle e a Clevedon, à exibição de arte no Heritage Centre.

Outubro 2009


E como não basta cuidar da sociedade, do planeta e do nosso interior porque, afinal, sem o corpo que temos nada poderíamos fazer, dedicámos um post ao Dia Mundial da Alimentação.

Mas voltando ao ensino doméstico, que é o tema principal deste blogue, os posts mais importantes do mês talvez tenham sido este (respostas a uma série de perguntas colocadas por uma estudante de pedagogia) e a tradução dos argumentos a favor do ensino domiciliar, dados não só pelos pais mas também pelas crianças e jovens educados em casa.

Que mais? Andámos a destralhar a casa e... o Daniel fez 16 anos!!! Como sempre, conseguimos arranjar tempo para mais umas caminhadas: fomos até Corsham (mais aqui) e andámos a passear em Avonmouth, no parque dos veados e perto da antiga escola waldorf.

Novembro 2009

Agora que o Daniel tem 16 anos já pode frequentar o college; lá nos fomos inscrever num curso de PC Servicing (que há-de começar daqui a umas 3 semanas), o que me levou a escrever sobre o acesso ao ensino superior no caso dos jovens educados em casa. Fiz também uma tradução sobre os argumentos dos académicos a favor do ensino domiciliar e outra sobre necessidades educativas especiais.

Em Novembro tivémos o Dia Mundial da Gentileza, andámos a passear pelos campos, vilas e aldeias de Somerset (Winscombe e Cheddar), e fomos ver uma exibição de arte por um amigo do Alan.

Dezembro 2009

Dezembro tem sido um mês de milagres e coincidências significativas. Vocês que seguem este blogue já se devem ter apercebido que eu evito falar da nossa vida privada, tentando limitar-me à disseminação de informação sobre a educação domiciliar.

Nunca vos disse, por exemplo, que o Daniel foi diagnosticado com um tumor no joelho esquerdo (mais ou menos do tamanho de uma ameixa) e que a médica que me fez o teste de Papanicolau também me assustou com a palavra "cancro". Apesar dos especialistas terem recomendado, em ambos os casos, imediata intervenção cirúrgica, resolvemos esperar e dar tempo ao corpo para se curar a si mesmo, com ajuda de certas práticas meditativas.

E foi o melhor que fizemos! Fomos recentemente ao hospital ver o "progresso" do tumor do Daniel e, acreditem ou não, a verdade é que desapareceu. Completamente! E o meu "possivel cancro"? Esse, em 3 meses já tinha ido à vida! Por isso não se admirem se eu me começar a dedicar mais seriamente à investigação do nosso poder de cura... especialmente depois destas e de outras sincronicidades interessantes que já não tenho tempo para contar.

Keywords: Healing, Biodanza, Reiki, Green Tara Retreat From Afar

Que mais? Lá fora nevou, comemos muitas mince pies, o Natal foi tranquilo, tal como o Boxing Day e o aniversário do nosso casamento. E fui visitar o novo Blue Reef Aquarium em Bristol com a Manuela (do grupo da permacultura) e as filhas.


Relacionado a este post: Memórias de 2008

6 comentários:

RUTE disse...

Brilhante este post de resumo por mês. Incrivel como tiveste meses tão cheios de actividades :)

Creio que há muita gente que se fizeste este exercicio escrevia sempre a mesma coisa: trabalho, casa, ver tv!

Obrigada por teres referido o meu blog e a visita de estudo. É sinal que gostaste mesmo :) Fico muito contente. Obrigada Paula.

Isabel de Matos disse...

Obrigada Paula! Gostei muito. (e também gostei muito de te conhecer...). Já tinhas feito um resumo destes em 2008, que eu também gostei muito de ler, é sempre bom para termos uma visão mais global do ano que passa...
Obrigada também pelos votos de Feliz Natal que deixaste no meu blog (nós também damos mais importância à véspera e à meia-noite, deitamo-nos sempre tarde no dia 24, por causa disso... ;) )
Que tenham tido um óptimo Natal e continuem tranquilamente, por estes dias, novo ano e sempre!
Obrigada por teres partilhado estas boas notícias de auto-cura (ou melhor, de cura através da integração com o Universo que todos constituímos), é sempre bom ouvir cada vez mais testemunhos destes, obrigada.
Muitos beijinhos para todos! Um Belo 2010!
Isabel

*Lisa_B* disse...

Querida Paula,
que vida tão preenchida de momentos lindos, adorava essa agenda para nós ehehe.
Como te sigo há muito tempo e acompanho todos os posts não são novidade mas é muito bom reler assim em resumo todo o v/ ano.
Fiquei "curiosa" sobre essa ultima questão a nivel saúde sabes porquê? Passamos pelo mesmo com o mesmo desfecho só o local do dito cujo era outro.
A medicina nem sempre é a cura de todos os males...há muito no Universo a ser descoberto e aí....os padrões de vida serão alterados.

Feliz Ano Novo cheio de coisas boas e college ? O que vai o filhote estudar lá?

Beijinhos com carinho

Marise von disse...

Paula,

Parabéns pelo seu trabalho e
mais um ano chegou ao fim, e na beleza das noites iluminadas,
os sonhos de muitos corações se preparam para a viagem à procura de suas realizações, que ocorrerá durante todo o ano vindouro.

A mesma ocorreu no ano que por hora se findou.

Sonhos saíram, alguns já voltaram sorrindo e outros, de mãos vazias, aguardam a chegada do novo ano, para seguir numa nova busca.

A realização para os sonhos de alguns, quase sempre, se perde na metade do caminho, mas, se Deus quiser, ainda terão muitos outros anos para encontrá-la.

Sabemos disso porque enquanto o ser humano tiver Ele do lado, fôlego de vida, família e amigos, estará no caminho certo e seus sonhos jamais deixarão de existir.

Desejo do fundo do meu coração que, cada vez que seus sonhos seguirem viagem, eles sempre voltem para sua vida transbordando de realizações.

Que Deus tome a frente e que nas noites sem luar, as estrelas brilhem mais forte, iluminando o longo caminho.

Que neste ano possamos ainda ser amigos e esperarmos juntos a chegada dos nossos sonhos que partiram, comemorando com imensas taças de amizade verdadeira a vinda e a realização de cada um.

Abraços e um excelente 2010!!!
Marise.

Paula disse...

Lisa_B,
Então já somos duas porque depois dessas 2 experiências a nivel da saúde tambem eu fiquei "curiosa" sobre modos mais naturais de cura.
Como dizes, a medicina tradicional nem sempre é a cura de todos os males... e às vezes piora as coisas!

O filhote vai aprender a diagnosticar e solucionar problemas nos computadores; bem útil porque aqui em casa usamos muito o computador!

Um ano muito feliz para vocês, que tudo se resolva e possam viver os vossos sonhos em paz e sossego!

Paula disse...

Marise,

Obrigada. Pois, é sempre bom fazermos uma pausa de vez em quando para que, ao continuarmos a nossa jornada, a façamos com a confiança de que estamos a caminho da destinação correta. Para vermos se ainda queremos ir para onde estávamos caminhando ou se está na hora de mudar de rumo!

Que 2010 te traga muita felicidade!