Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sábado, 6 de março de 2010

A dança da vida e da morte

Disse o Buda:

Esta nossa existência é transitória como as nuvens de outono.
Ver o nascimento e a morte dos seres
é como olhar os movimentos de uma dança.
Uma vida é como um clarão de um relâmpago no céu,
rápida como uma torrente que se precipita montanha abaixo.

Sogyal Rinpoche, em "O Livro Tibetano do Viver e do Morrer"

O Alan faleceu na passada quarta feira.

Um Funeral Budista

16 comentários:

Luciana Onofre disse...

fiquei sem fala...
e isso que o meu contato com você é apenas aqui, em visitas.
desejo de coração que os Deuses tornem leve a sua passagem e que a vida lhes outorgue serenidade, paz e amor sempre...

Isabel de Matos disse...

Um beijinho muito grande Paula! Estou aí contigo...
Isabel

♥ meninheira ♥ disse...

Paula, discúlpame si no uso hoy el português.

Lo siento muchísimo, no tengo palabras que puedan aliviar tu dolor pero espero que sientas mi abrazo en la distancia, es muy fuerte y apretado. Te llevo en mi corazón.

Um beijinho
meni

Luísa disse...

Um abraço muito apertado querida Paula

RUTE disse...

Querida Paula, o Alan é quem eu penso que é?
Ó meu Deus, eu não estou a acreditar!
Não imaginava que...
Nem tenho palavras para...
Deixo-te todo o meu carinho. Muitos beijinhos e abracinhos. Em pensamento estarei a apoiar-te nesta agonia.
Muita paz e serenidade é o que te desejo para ultrapassares este momento dificil na tua vida.
Rute

Mina disse...

Paula
Nestas horas de dor não há palavras nem pensamentos que nos façam calar o sofrimento.
Fique com as minhas sentidas condolências e um forte abraço.
O Alan, fez a sua passagem e a Paula continuará por cá a honrar essa memória...
Que Deus lhe dê a mão nesta transição...
bjos

*Lisa_B* disse...

Querida Paula,
estou sem palavras...precisei de muito tempo a ler estas frases e o que disseste e fui ver outros teus post's a ver se haviam sinais de doença do Alan ou algo ...e nada...foi repentino pelo que me apercebo.
Nessa dor e angustia que trarás no peito e coração de facto a v/ religião poderá ajudar a aceitar e compreender estas danças...
Muita força Paula...
Deixo o mais profundo sentimento e que o Alan descanse em Paz.

Estou contigo!
Beijinhos

P e M disse...

Querida Paula,

ainda ontem (fui passar o dia) em casa da Isabel e comentávamos o que dizer numa situação destas...

O que eu não lhe disse (à Isabel) e te digo a ti: "Tenho a certeza, de que apesar de ele ter partido e te fazer muita falta, estará num sítio muito melhor."

Beijos

Pequete disse...

Meu Deus, fiquei sem palavras. Lamento, tanto, apesar de não vos conhecer pessoalmente, isso parece totalmente irrelevante. Recebe um grande abraço e muita força. Um grande beijinho, Ana.

Ipe disse...

Querida Paula,

Reciban un fuerte abrazo y con el todo mi familia.

Ipe

Proida disse...

Deijo cá umas palavras de apoio e consolo para quen sofre a perda dun ser querido. Dende esta beira tambén enviamos para voçé o noso alento e ánimo. Estamos muito longe nos mapas, mas muito perto nos coraçoes.
Abraços.
Esther

Carla Guiomar disse...

Querida Paula... também acabo de ser apanhada em total surpresa... e sou inundada pela emoção... apesar de ainda não termos estado juntas pessoalmente, sinto-te tanto ao meu lado neste caminho, e neste momento gostaria que sentisses o meu abraço forte, sereno, cheio de carinho, de paz e um respeito enorme pela maravilhosa mulher que És. (((Estás no meu coração)))

Cat disse...

Um abraço apertado...

Maternidade Natural disse...

Muita luz, amor, paz, envio lhe tudo o que sinto de bom!
Agora ele pertence a todos, está em todos, em tudo, é tudo.
Muita força.
A Paula é uma grande inspiração.
Sofia

Pedro Ferro disse...

"Cada um está só sobre o coração da terra. Trepassado por um raio de sol: E de repente é noite." - Salvatore Quasimodo

Perante acontecimento destes é terrível entrar em discursos que são lugares comuns e que nos passam ao lado ou que pouco nos confortam.

Temos esta certeza de que tudo nasce e tudo morre, mas tragicamente não conseguimos lidar naturalmente com isso. Só nos fica a possibilidade de viver o melhor possível, de dar o melhor que temos, de sermos os melhores exemplos possíveis. A Paula ensina aqui muito acerca de tudo isso. Bem haja e muita força!

Dawn disse...

I am so very sorry sweetheart, I heard your sad news only a few days ago, thinking of you and sending you sincere hugs darling xxxxxxxxxx