Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Família experimenta o homeschooling

Aubyn nunca tinha planejado educar a filha em casa, mas quando os testes mostraram que a aluna da quinta série era dotada apesar das deficiências de aprendizagem, muitos dos problemas que ela tinha tornaram-se fáceis de compreender.

Taegyn tinha dificuldades com a escola. Sofria muitas vezes de dores de cabeça, cansaço e desânimo.

Depois de tentar resolver o problema mudando a filha para uma escola diferente, Aubyn atingiu o seu limite. Foi um comentário do pai que as encorajou a tentar o homeschooling.

"Ele estava brincando comigo e disse: 'Eras capaz de ensiná-la muito melhor do que a escola', diz Aubyn, "e foi isso que desencadeou todo este processo."

Aubyn tinha acabado de ser despedida do seu emprego a tempo parcial como coordenadora de actividades numa casa de repouso, por isso o momento estava certo. Então, quando as coisas não melhoraram na nova escola, os pais decidiram ensinar Taegyn em casa.

Não tinham experiência no ensino doméstico e tiveram de experimentar várias abordagens e estilos de currículo - Aubyn chama a sua abordagem de "eclética" - antes de encontrar a abordagem ideal para eles.

"O pesadelo acabou", diz Aubyn "e transformou-se numa experiência muito positiva e gratificante para todos nós. Taegyn está aprendendo muito bem, está mais feliz - toda a família está mais feliz por causa disso - e estamos aprendendo cada vez mais com cada dia que passa. Melhor ainda, as dores de cabeça acabaram."

Uma coisa que facilitou a transição da família foi o elo que estabeleceram com a comunidade de pais-educadores em Ottawa. Aprendendo com pais mais experientes, Aubyn descobriu uma maneira de personalizar o currículo para ir ao encontro das necessidades da filha. Por exemplo, Taegyn, que agora tem 13 anos, aprende matemática online, ciência e história com um grupo de crianças da sua idade em Stittsville, e literatura, geografia e projectos especiais com a mãe. Fazem parte de um grupo crescente de famílias que estão optando pela aprendizagem em casa em vez do sistema escolar tradicional.

Continua aqui.

Sem comentários: