Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Diferença entre escola e homeschooling

O ensino domiciliar está crescendo rapidamente por todo o mundo à medida que cada vez mais pais vão chegando à conclusão que a educação institucionalizada não está a resultar para muitas crianças. Estar sentado numa sala de aulas dia após dia com colegas da mesma idade não garante uma boa experiência intelectual, emocional ou educacional.

Uma olhada nas notícias sobre o modo como as crianças são maltratadas e torturadas pelos colegas deveria ser prova suficiente de que as escolas tradicionais são lugares perigosos para se estar. A escola coloca a segurança dos nossos filhos em risco e, para além disso, não é capaz de lhes proporcionar uma educação personalizada adequada aos seus interesses e às suas necessidades individuais.

Ler o resto aqui.

terça-feira, 29 de junho de 2010

Unschooling: aprendizagem livre

Amy Lemmon diz que todos os dias são diferentes para os 6 filhos. Todos eles são educados em casa - praticam o unschooling!

Basicamente, Amy usa os acontecimentos do dia-a-dia para educar os filhos: Willy, de 1 ano de idade, Sam, 2 anos, Rick, 4 anos, Jacob, 9, Allyson, 12, e Caitlyn, 15.

"Eu acredito que educação é a nossa vida diária", disse ela. "Estou convencida que tudo o que fazemos, desde ir ao supermercado, onde as crianças vão adicionando os preços dos produtos que vamos comprando... enfim, tudo é aprendizagem.... na minha opinião, não precisamos estar sentados numa mesa para aprender."

O site unschooling.com descreve a abordagem. Em geral, os unschoolers estão preocupados com a aprendizagem e a educação, e não com"escolarização". O foco está nas escolhas feitas individualmente por cada criança, e essas escolhas podem variar de acordo com o estilo de aprendizagem e o tipo de personalidade."

Ler o resto aqui.

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Kristen Stewart foi educada em casa


Atriz em Twilight Saga, Kristen Stewart revelou que deixou de frequentar a escola aos 14 anos de idade para poder se dedicar à carreira.

Conversando com o News of the World, Kristen, agora com 20 anos, disse:

"Sinto-me muito feliz por ter tido a oportunidade de fazer esses filmes. Fiquei felicíssima quando deixei a escola. Eu não tinha nada em comum com os outros miúdos da minha idade. Eles eram horríveis e não me davam nenhuma chance. Nunca fui do tipo de andar a gabar-me do que estava a fazer, por isso não tive muitos problemas até ao dia em que alguém viu um filme que tinha feito. Eu bem tentei mudar de assunto mas virei alvo de muito falatório."

Tendo deixado os corredores da escola, Kristen conseguiu o diploma do ensino médio depois de uns anos de ensino domiciliar.

Visualizar aqui.

domingo, 27 de junho de 2010

Por onde andámos: Lam Rim

Ontem fomos até ao País de Gales,

passar o dia no centro de budismo tibetano em Penrhos, Raglan.

Houve tempo para tudo: ouvir os ensinamentos de Geshe Damcho-la,

almoçar, conversar, passear, relaxar, etc, etc...

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Governo sueco contra o homeschooling

Um estudo independente sobre as propostas do Governo sueco para nova legislação do ensino domiciliar...

AN INDEPENDENT STUDY AND CRITIQUE OF THE SWEDISH GOVERNMENT’S PROPOSED NEW LEGISLATION BANNING HOMESCHOOLING

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Ryan Gosling foi educado em casa

Sabiam que Ryan Gosling, o actor e músico canadense famoso pelo seu papel em Diário de Uma Paixão e Tolerância Zero, foi educado em casa?

Os pais divorciaram-se quando Ryan era pequeno e a mãe deixou de trabalhar para praticar o ensino doméstico a partir da quinta série, por causa dos problemas que Ryan estava a ter com colegas na escola. Depois de deixar o ensino domiciliar, Ryan foi estudar para o Cornwall Collegiate e Vocational School.

Ryan venceu o Independent Spirit Award e o National Board of Review Award de "Melhor Actor" pela actuação em Half Nelson, pelo qual também foi nomeado ao Oscar. Além desses, foi indicado para o Screen Actors Guild Award e nomeado pelo Screen Actors Guild para Melhor Actor de Cinema por A Garota Ideal.

terça-feira, 22 de junho de 2010

Equilibrio Trabalho - Família

Há um ano, Michael Sherman, 38 anos, abandonou o escritório na firma de Direito e passou a trabalhar no seu escritório em casa, reduziu a sua carga horária para menos de metade e começou a educar os 4 filhos em casa.

Curiosos? Visualizar aqui.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

A Terceira Vaga na Educação: Pensar o impensável

Questionar o estado actual da Educação

A escola deve ser um lugar onde as crianças vão porque querem ir? Sim.
A escola deve ser um lugar onde as crianças só vão se quiserem ir? Sim.

Este artigo questiona o modo actual de educar os nossos filhos, não do ponto de vista escolar mas a partir de estudos sobre as famílias que optam por não usar o sistema estabelecido pelo governo e seus filhos, crianças educadas fora da escola.

Tempo de Mudança

Há muitas pessoas importantes questionando o sistema de ensino e dizendo que este tem que mudar. Don Foster, membro do parlamento britânico, diz-nos que:

"À medida que nos aproximamos do próximo milênio, o maior desafio à nossa frente é o de desenvolver um sistema de educação do berço ao túmulo e realmente inclusivo, onde o acesso à aprendizagem esteja disponível a todos independentemente da idade que possam ter. Não devemos fazer as mesmas coisas de uma maneira melhor, mas devemos fazê-las de uma maneira totalmente diferente." (Foster, 1998)

E Tom Bentley, membro de DEMOS, um think-tank independente, e conselheiro de David Blunkett, Secretário de Estado da Educação e do Emprego:

"Essa aprendizagem não terá lugar apenas dentro de escolas e faculdades mas nas comunidades, locais de trabalho, e em família. Isto requer uma mudança na nossa maneira de pensar sobre a unidade educacional - da escola, uma instituição onde a aprendizagem é organizada, definida e contida, para o "aprendente", um agente inteligente com potencial para aprender com todos os encontros com o mundo ao seu redor. Sem essa mudança, o sistema de ensino não será capaz de fazer face às demandas do século XXI."

Podem ler o estudo de Paula Rothermel na íntegra, em inglês, aqui.

domingo, 20 de junho de 2010

Educar em casa, uma alternativa às escolas

Cada vez somos más las familias que decidimos hacernos cargo de la educación de nuestros hijos de forma integral y adquirimos el compromiso de educarlos en casa sin pasar por el sistema escolar.

La decisión de no escolarizar a los hijos no es fácil en una sociedad que tiene tan arraigada la creencia de que la escuela es necesaria para el desarrollo de las personas. Sin embargo, cuando uno adquiere consciencia de cómo funciona dicho sistema y de la gran influencia que tiene sobre los niños debe necesariamente preguntarse si está dispuesto a asumir ese riesgo, a delegar la responsabilidad sobre los propios hijos durante tantas horas al día, durante tantos días al año y durante tantos años en la vida.

Me pregunto si queremos que vivan su infancia y juventud a golpe de timbre, limitados por el calendario y el horario; si queremos que pasen los días haciendo lo que otras personas les dicen que deben hacer; si queremos que sean obligados a dedicar su tiempo a asuntos que quizás no les interesan; si queremos que sus formas de ver, pensar y sentir sean sustituidas por las de sus profesores o las de sus compañeros; si queremos que tengan que pedir permiso para hablar, levantarse, beber agua o ir al baño; si queremos que estudien cuando les dicen que estudien, que jueguen cuando les dicen que jueguen y que coman cuando les dicen que coman; si queremos que pasen sus años encerrados en una clase con otros veintitantos niños de su misma edad preparándose para el futuro, para ser algo en la vida y para tener un lugar en el mundo.

Podem ler o resto aqui.

sábado, 19 de junho de 2010

Homeschooling: uma opção para os pais

Filipinas - Enquanto milhões de estudantes frequentam a escola assistir às aulas, alguns ficam em casa; é o homeschooling, um estilo alternativo de educação, onde os pais assumem o papel de professores.

Na casa de Tina Lim, as filhas Hannah e Naomi não precisam usar uniformes ou apanhar o autocarro para ir à escola. A sala de aula delas é dentro de casa.

"Eu posso partilhar as coisas que considero importantes, como Jesus e a Bíblia. O meu papel é treiná-los no caminho que acho que elas devem seguir", disse Tina.

"Eu experimentei a escola", disse Hannah. Quando perguntámos se ela prefere a escola grande ou o ensino domiciliar, ela respondeu: "Eu prefiro aprender em casa porque assim posso passar mais tempo com a minha mãe."

Tina é dona de casa a tempo inteiro, o que lhe permite ter mais tempo para estar com os três filhos e ensiná-los. Na casa-escola, o horário é flexível mas Tina garante que todas as disciplinas são bem ensinadas, como Matemática, Ciências e História. Também fazem exames e Tina dá as notas.

Podem ler o resto aqui.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Citações: Eric Hoffer

- In a time of drastic change it is the learners who inherit the future. The learned usually find themselves equipped to live in a world that no longer exists.

- Reflections on the Human Condition‎ - Página 22, de Eric Hoffer - Publicado por Harper & Row, 1973 - 97 páginas

quinta-feira, 17 de junho de 2010

quarta-feira, 16 de junho de 2010

Raptado pelo Estado


O caso de Domenic Johansson continua. Já tinha falado sobre este caso aqui, da história do menino de 8 anos que foi separado da família pelas autoridades suecas porque os pais decidiram educá-lo em casa. Este caso desencadeou um protesto a nível internacional por parte de grupos de direitos humanos, organizações americanas de ensino domiciliar e activistas na internet.

Podem ler mais aqui, um artigo com links para o blogue dos amigos de Domenic e para a página no facebook.

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Ensino domiciliar: forma alternativa de educação

As mulheres que optam por fazer uma carreira de mãe em tempo integral também podem optar por assumir o controlo total da educação dos filhos através da "escola em casa".

Em muitos países desenvolvidos, principalmente nos Estados Unidos, a "escola em casa", ou ensino domiciliar, é uma alternativa aceitável para a educação formal. E muitos pais no Brasil estão descobrindo que é um esquema que funciona muito bem.

Uma mãe, Cielo é Vilchez, já pratica a "escola em casa" com os 2 filhos há 9 anos:

"Isso é o que eu gosto sobre a educação em casa; os meus filhos ainda podem ter aulas, mesmo quando há um tufão", diz ela alegremente. No entanto, salienta que "os parâmetros de disciplina e os horários tem de ser claros com as crianças."

Visualizar o resto aqui.

domingo, 13 de junho de 2010

Pequenos cantores aprendem sem escola



Uma canção pelas crianças do grupo do ensino doméstico de Epson & Sutton. Mais aqui.

sábado, 12 de junho de 2010

sexta-feira, 11 de junho de 2010

O prazer de uma vida simples

Ontem fui visitar um amigo que mora perto de Stroud,

uma vila onde o ensino domiciliar é normal,

onde muitos cultivam alimentos orgânicos,

optam por uma dieta vegetariana

e constantemente reinventam as suas vidas...


Foi um dia bem passado; que bom ter amigos!

quinta-feira, 10 de junho de 2010

Citações - A.S. Neill

A maior parte dos trabalhos que os adolescentes fazem na escola é pura e simplesmente um desperdício de tempo, energia e paciência. A escola rouba a juventude do seu direito de brincar e brincar e brincar, e coloca cabeças velhas sobre ombros jovens.
~ A.S. Neill

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Paul Simon - Kodachrome



When I think back
On all the crap I learned in high school
It's a wonder
I can think at all
And though my lack of education
Hasn't hurt me none
I can read the writing on the wall...

terça-feira, 8 de junho de 2010

Saladas vivas...

e os morangos que plantámos pela primeira vez

no ano passado, lembram-se?

segunda-feira, 7 de junho de 2010

domingo, 6 de junho de 2010

Gever Tulley: Re-imaginar a Educação

Gever Tulley exorta-nos a deixar de pensar sobre a educação como algo que fazemos a outras pessoas e começar a pensar nas pessoas como "aprendentes" vorazes e auto-direcionados. A não perder.

sábado, 5 de junho de 2010

Christopher Paolini, escritor, educado em casa

Aos 15 anos de idade, Christopher Paolini decidiu escrever a sua primeira obra de ficção: Eragon. O resultado? Um contracto para três livros com a Knopf e a venda dos direitos para o filme à FOX 2000! O jovem autor atribui o seu sucesso ao ensino doméstico.



Podem ver o resto da entrevista aqui.

"O que fiz só foi possível porque os meus pais foram dedicados e gostavam de nós o suficiente para matricularem, a mim e à minha irmã, no ensino doméstico. A minha mãe, uma ex-professora do método Montessori e autora de vários livros para crianças, arranjou tempo para nos ensinar todos os dias. Além das lições dos livros escolares, ela deu-nos muitos exercícios para estimular a criatividade".

sexta-feira, 4 de junho de 2010

La educación en casa en España

No es educación a distancia ni una moda antisistema. La educación en casa, también conocida como homeschooling, es la alternativa preferida por muchas familias -dos millones de niños en Estados Unidos y más de 2.000 familias en España- de todas las clases sociales y creencias.

ALBA ha hablado con algunas de ellas de las que trasladamos muchos testimonios pero pocos nombres. ¿El motivo? En España este tipo de educación no es legal, aunque tampoco ilegal; simplemente no está regulado y las familias se encuentran a menudo con problemas con la Administración, que llega a acusarles de abandono de los hijos y a éstos de absentismo.

Continua aqui.

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Unschooling: imaginem viver sem escola

Para a família Martin, o ritual matinal de ajudar a preparar e levar os filhos para a escola é um conceito estranho. Vivem como se a escola não existisse. Ficam em casa mas não estão praticando o ensino domiciliar - fazem o "unschooling". No seu mundo não existem livros didáticos, testes nem educação formal.

"Imaginem viver sem escola, como nos fins de semana. Nós acordamos, tomamos o café da manhã e depois dedicamo-nos às coisas que nos despertam o interesse", disse Dayna Martin, mãe de 4 filhos.

Dayna não acredita que os filhos precisam de ir escola para aprender. Faz parte de um movimento que segue uma nova abordagem à educação e à parentalidade.

Podem ler o artigo da ABC News aqui [inclui vídeo] e aqui.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

terça-feira, 1 de junho de 2010

Ken Robinson menciona o ensino domiciliar

nesta palestra mais recente.


Fonte