Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

As três abordagens ao homeschooling

Segue-se a tradução de um trecho deste artigo.

Existem três abordagens principais para a educação domiciliar. Enquanto algumas famílias seguem apenas uma abordagem, outras misturam e combinam várias a fim de irem ao encontro do estilo de aprendizagem dos seus filhos.

A "escola-em-casa" é a mais tradicional. Os pais geralmente assumem o papel de professor e os filhos seguem um currículo bastante semelhante ao da escola pública, embora possam incluir outros temas extras, como religião e estudos bíblicos. Os alunos normalmente lêem livros ou outros materiais on-line, completam fichas de trabalho e têm que fazer trabalhos todos os dias. Nos EUA há muitos currículos disponíveis para o ensino domiciliar. Os pais podem comprar um destes pacotes ou podem escolher diferentes fornecedores para disciplinas diferentes.

Muitas famílias preferem a abordagem baseada em projectos. Escolhem vários temas de interesse e estudam-nos em profundidade. Crianças de idades diferentes podem trabalhar juntas. Elas geralmente tentam criar uma abordagem verdadeiramente multi-disciplinar, incluindo sempre que possível línguas, matemática, ciência, música, arte e história. Nos seus estudos, usam a biblioteca, visitas de estudo, passeios, mentores na comunidade, documentários e outros recursos. As crianças podem usar métodos não tradicionais para mostrar a sua aprendizagem, e muitas criam álbuns de recortes, vídeos, ou outros tipos de arte para documentar os seus estudos.

A terceira abordagem à educação em casa é chamada unschooling, ou aprendizagem orientada pelos interesses das crianças. Embora haja muitas definições para o unschooling, a premissa subjacente é que as crianças aprendem de forma mais eficaz quando seguem os seus interesses e fazem parte de uma comunidade. As crianças que seguem os seusinteresses podem passar dias ou semanas estudando um assunto, algo que não é possível num ambiente mais tradicional. Apesar do unschooling ser orientado pelos interesses dos filhos, os pais estão activamente envolvidos no processo de aprendizagem, ajudando os filhos a encontrar recursos, mentores e outros materiais para facilitar a aprendizagem. O unschooling coloca as crianças no comando de grande parte da sua própria educação, mas requer pais empenhados em criar um ambiente de aprendizagem muito estimulante para os filhos.

Podem ler o artigo na íntegra aqui.

2 comentários:

RUTE disse...

Olá Paula!!
Venho desafiar-te novamente :)

Estou a pôr em marcha mais uma blogagem colectiva, desta vez sobre as fases da vida. A 1ªfase é NASCIMENTO, para dia 15 MAR.

O intuito é associar o âmbito do nosso blog à temática central do passatempo. Como nascimento tem tudo a ver com crianças, parece-me um bom desafio para homeschooling não?

Antes de dizeres que não, passa lá no PublicarParaPartilhar e lê o texto de apresentação.
Beijinhos,
continuação de boas abordagens :)
Rute

Paula disse...

Já está! ;-)