Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Ensino doméstico na África do Sul


Em vez de irem para a escola dia após dia, transformaram a casa em escola! Daniel, 12, Jasmine, 10, e Aimee, 8, aprendem com ajuda de sua mãe, Helen. A sala de aulas é numa mesa ao lado da cozinha e, rodeados de livros e cadernos, começam o dia escolar colocando as mãos no ar para responder as perguntas e anotando seus pensamentos sobre os vários temas nos seus livros didáticos.

O pai, Kevin, que trabalha para sustentar a família, ajuda com os trabalhos de casa à noite. Diz-nos que a decisão de educar os filhos em casa não foi fácil e que as razões que os levaram a optar pelo ensino domiciliar são complexas.

"Como todos os pais, queríamos oferecer a melhor educação possível aos nossos filhos. Na nossa situação, a escola tradicional não iria dar resultado."

Como não tinham possibilidades de pagar os custos de uma escola particular, decidiram tentar a educação em casa: "A vantagem mais óbvia é que recebem muito mais atenção individual. Para nós, esse é o segredo do sucesso do ensino domiciliar."

Kevin diz que os filhos sentem-se felizes e adoram aprender em casa: "Eles podem aprender à sua maneira e ao seu próprio ritmo."

Outra vantagem, diz-nos Kevin, é evitarem a correria louca que os outros pais e alunos enfrentam todas as manhãs, com a preparação e viajem para a escola: "É um ambiente muito mais descontraído."

A família segue um horário semelhante ao da escolas convencional, começando às 8h, fazendo um intervalo para o almoço e continuando as aulas à tarde. Depois das aulas, as crianças participam em várias actividades extracurriculares, como o cricket, balé e natação. Além disso, encontram-se com outras crianças e participam em eventos organizados por outras famílias que praticam o ensino doméstico na proximidade.

"No lado social não estão carentes. Uma das grandes vantagens do ensino doméstico é poderem se relacionar com crianças de todas as idades, mais velhas e mais novas, porque é isso que fazem todos os dias."

Helen não tinha qualquer experiência na área do ensino e gostou de aprender o currículo à medida que ensinava os filhos: "É muito gratificante. Você tem que estar constantemente um passo à frente de quem você está ensinando."

Kevin aconselha os pais que estão considerando educar os filhos fora da escola a pesquisarem o tema a fundo e a estarem preparados para as dificuldades iniciais.

"O ensino doméstico não é para todos. É uma grande responsabilidade. Você tem de querer mesmo fazê-lo. Nós não temos arrependimentos. Temos muito apoio."

Original (texto e foto)

Sem comentários: