Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

domingo, 20 de fevereiro de 2011

UnCollege: ensino doméstico para alunos universitários

Dale Stephens não vê razão para que o ensino doméstico não continue a nivel universitário. O jovem empresário está criando uma comunidade de aprendizes autónomos e auto-direcionados - UnCollege - um site que oferece apoio e orientação aos que preferem uma aprendizagem não-convencional.

Dale foi educado em casa e acredita que a sua experiência ensinou-lhe mais do que poderia ter aprendido num curso formal: "Não aprendi nada na universidade que não poderia ter aprendido sozinho." Questiona também o valor de uma licenciatura. Em seu site, escreve: "Com 70,1% dos alunos que completam o ensino médio a ir para a faculdade, um diploma universitário já não garante sucesso. A escola já não requer pensamento analítico e independente. A alegria de aprender é facilmente perdida no ambiente universitário."

Retirado daqui.

2 comentários:

Dalaiama disse...

Aqui há sempre surpresas!
Fantástico isso de se continuar a estudar por conta própria ao nível universitário, porque sim, na verdade é o que fazemos a vida toda (se não inibirem o nosso verdadeiro e profundo aprendizado) que é aprendermos por conta própria, no contexto de uma imaginação colorida e de um natural impulso para a interrogação.

Paula disse...

O que há mais para aí são licenciados no desemprego. Pelo menos em Portugal ainda não cobram as quantias exorbitantes que cobram por exemplo na Inglaterra, onde as propinas custam £9000 por ano, fora os custos dos transportes, livros, etc, etc!

Com a inflação e desvalorização das credenciais educacionais, será que vale a pena perder tempo e dinheiro para obter um canudo que acaba por ser inútil?

Com tanto acesso à informação, com tantos cursos superiores gratuitos online, com o surgimento do freeskilling, penso que faz sentido tomarmos responsibilidade pela nossa educação e dedicarmo-nos àquilo que realmente nos fascina!