Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

segunda-feira, 21 de março de 2011

Venham conhecer os unschoolers

Parentalidade para mudar o mundo



Quem são vocês?

Teresa, Rob e Martel (9) e Greyson (4). Praticamos o unschooling radical e vivemos em Tucson, Arizona.

A grande paixão de Teresa é o impacto que o estilo de parentalidade que respeita e apoia as crianças pode ter no mundo, especialmente no âmbito da mudança e justiça social.

Rod adora história e adora viajar. Com outras famílias de unschoolers, está planeando uma viagem a Inglaterra para ver a Batalha de Hastings.

O Martel adora jogos de vídeo e coloca seus clipes no seu canal youtube. Greyson adora dinossauros e dragões.
Todos nós adoramos estar juntos em família.

Como defines o unschooling?
Uma vida baseada na busca e investigação de quem somos, na conexão constante com a nossa autoridade e voz interior, combinada com o respeito mútuo, amor e sentido de humor.

Há quanto tempo praticam o unschooling?
Os nossos filhos nunca frequentaram a escola. Começámos a praticar o unschooling radical quando o Martel tinha 5 anos.

Porque optaram pelo unschooling?
Seguimos esta abordagem porque é a que melhor se enquadra na nossa maneira de ser e a que melhor reflete os nossos valores e o modo como queremos viver as nossas vidas.

Quais são as vantagens do unschooling?
O aprofundamento do nosso relacionamento em família, e a oportunidade de des-aprender em adultos as mensagens prejudiciais que aprendemos em criança sobre o que significa ser criança na nossa sociedade.

Como conseguem suster o vosso estilo de vida?
Teresa faz consultoria de ensino superior concentrando-se no diálogo inter-grupo, no planejamento estratégico baseado em valores, e na área da diversidade. Rob é o homem dos sete oficios: arqueologia, construção, carpintaria, etc. Temos a nossa própria empresa.

Se pudesses dar um conselho aos que estão considerando o unschooling, que dirias?
Como pais, o nosso papel é ir além do nosso condicionamento e da nossa socialização. Precisamos de fazer todo um trabalho interior a fim de não obstruirmos o percurso dos nossos filhos. Tomamos decisões em conjunto, gostamos de viajar juntos, mas cada um de nós está seguindo seu próprio percurso.

Link
Parenting for social change

Publicado com permissão da autora.

Sem comentários: