Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

domingo, 10 de julho de 2011

Unschooling é mais que uma alternativa à escola



Unschooling não é apenas uma alternativa
à escola, por Sara McGrath

O termo unschooling significa literalmente não-escola. Eu prefiro deixar o resto da definição à imaginação mas geralmente as pessoas querem uma explanação mais detalhada.

Teresa Blalock, mãe de 4 filhos, no seu artigo Unschooling Defined, afirma que 58% de todos os Americanos encaixam nesta definição pelo simples facto de não irem à escola. A vida sem escola, claro, pode manifestar-se de mais de um milhão de maneiras diferentes. Com o estilo de vida do unschooling é a mesma coisa. A definição de unschooling pode ser pode ser elaborada com adjectivos para descrever a maneira informal de aprender que os unschoolers geralmente adoptam - expressões comuns são: prática, baseada na experiência, dirigida pela criança, motivada pelos interesses naturais. Contudo, estas expressões às vezes dão a impressão que os unschoolers deixam a aprendizagem nas mãos das crianças, que as crianças não recebem ajuda nem orientação dos pais, e que o unschooling exclui maneiras formais de aprender do tipo que é usado nas escolas.

Sherene Silverberg, Norfolk Homeschooling Examiner, no seu artigo Alguns chamam-lhe unschooling, eu digo que é negligência", coloca a questão "como podem John Holt e os unschoolers dizer que se a crianças não iniciarem a aprendizagem então esta é forçada?" Por causa desta percepção errada do termo 'dirigida pela criança' eu prefiro não usar esta expressão. Iniciar não implica forçar, algo que os pais que optam pelo unschooling são totalmente contra. Em vez de obrigar, estes pais apresentam, partilham, participam, orientam os filhos, mas nunca contra a vontade deles. Os unschoolers não vêem a aprendizagem como algo desagradável e por isso acham que não é necessário obrigar as crianças a aprender. Tambem não acreditam que as crianças devam aprender certas coisas em determinadas alturas. As crianças vão aprendendo as coisas à medida que sentem necessidade de as aprender no decurso das suas actividades diárias na sua busca de determinados objectivos.

No dia a dia, focalizo em criar uma vida feliz na companhia dos meus filhos. Não tenho que me preocupar com requesitos de aprendizagem estandardizada nem com dificuldades na aprendizagem pois estas preocupações pertencem à instituição-escola. Partilhamos muitas experiências e conversamos muito. Ajudo os meus filhos quando eles me pedem ajuda e introduzo todo o tipo de coisas, às vezes de propósito, outras vezes espontaneamente porque faz sentido no momento.

Unschooling significa muito mais do que uma maneira de aprender prática, baseada na experiência, dirigida pela criança, etc. E também não descreve uma forma de educação específica, ou uma alternativa específica à escola. Simplesmente retira a escola da nossa frente, e deste modo possibilita o desenvolvimento de várias formas únicas, dinâmicas e individuais de crescer, viver, participar e contribuir para a comunidade.

Sem comentários: