Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

domingo, 25 de setembro de 2011

Espanha segue o exemplo da Alemanha e da Suécia

Na Alemanha, a perseguição aos homeschoolers é tão má que uma família obteve asilo político nos Estados Unidos; e na Suécia, trabalhadores sociais já chegaram ao ponto de mandar a polícia raptar crianças educadas em casa. Lá, detectives privados também já salvaram crianças do Estado para as devolverem aos pais. E agora é a vez da Espanha.

Apesar da recente decisão judicial libertando Mila e Rodolfo Gonzalez da proposta ordem judicial exigindo que mandassem o filho para a escola, a situação é sombria.

De acordo com relatórios elaborados pela Associação Internacional de Defesa do Ensino Doméstico, na Espanha, dezenas de famílias que educam os filhos fora da escola estão actualmente envolvidas em disputas.

"Estamos enfrentando uma situação urgente", disse Daragh McInerney, presidente da Asociación por la Libre Educación. "Eu, pessoalmente, estou ciente de pelo menos 25 famílias aqui na Espanha que estão a enfrentar dificuldades com as autoridades devido à sua decisão de praticar o homeschooling".

Donnelly, representante da Associação Internacional de Defesa do Ensino Doméstico, disse que "A maioria dos países europeus têm provisões para os pais que querem educar os filhos fora do sistema. O direito internacional, a Convenção Europeia e diversos outros tratados que a Espanha assinou, todos eles prevêem a liberdade de educação.

Aos pais pertence a prioridade do direito de escolher o género de educação a dar aos filhos. - artigo 26° da Declaração Universal dos Direitos Humanos.

A Espanha não é estranha ao totalitarismo, tendo feito a transição para a democracia apenas em 1975, depois de quase 40 anos sob o ditador Franco, mas este desenvolvimento é um retrocesso enorme para a liberdade. Como país civilizado e parte da democracia ocidental, a Espanha está a seguir o caminho errado."

Sergio Saavedra, um advogado espanhol que começou recentemente a educar seus filhos em casa, disse que esta mudança começou há cerca de um ano: "Em 2010, o Tribunal Constitucional espanhol emitiu um caso que foi desfavorável para homeschoolers. Ouvimos que a administração em Madrid disse aos advogados da acusação para serem mais agressivos com os homeschoolers".

Ler o artigo aqui.

Sem comentários: