Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sábado, 29 de outubro de 2011

Tempos excitantes para o ensino doméstico!

Aprender sem escola

Um dia, faz agora 3 anos, deu-me para pesquisar "ensino doméstico" na internet. Em vez de fazer o que sempre fazia, que era colocar "home education" ou "homeschooling" no motor de busca da Google UK, resolvi usar a língua portuguesa e a Google PT. Fiquei chocada ao ver os resultados: 4 entradas, duas delas minhas.

Foi nesse momento que decidi encher a internet de informação em português sobre a "educação em casa". Queria disseminar informação sobre esta forma de aprendizagem para que as pessoas dos países lusófonos pelo menos estivessem a par da sua existência.

Para mostrar o mundo do homeschooling, resolvi traduzir notícias de todo o mundo. Uma voz interior insistia: "se partilhares apenas a tua experiência, poderão pensar que o ensino domiciliar é algo praticado por meia duzia de gatos pingados, provavelmente passados dos carretos; ou seja, que é coisa de gente esquisita. A tua missão é ajudar as pessoas a compreender que este é um verdadeiro movimento global, praticado por pais dos mais variados backgrounds, de todo o tipo de profissões, níveis de rendimento, educação, etc."

Hoje, pesquisando na net, já não encontramos apenas 4 resultados :-) Se buscarem ensino doméstico (sem colocarem a expressão entre aspas), aparecem 2,200,000 resultados!

Os seguintes resultados foram obtidos colocando conjuntos de palavras entre aspas (comandando o Google a procurar exatamente essas palavras, nessa mesma ordem, sem alterações)

  • educação em casa = 281.000 resultados
  • homeschooling = 85.800 resultados
  • ensino em casa = 49.800 resultados
  • aprendizagem autónoma = 42.600 resultados
  • ensino domiciliar = 24.800 resultados
  • ensino doméstico = 23.900 resultados
  • unschooling = 10.500 resultados
  • descolarização = 539 resultados

No Brasil, agora temos a Associação Nacional de Ensino Domiciliar. Em Portugal o Movimento Educação Livre está a dar os seus primeiros passos. Vimos, pela primeira vez, a participação de Portugal na Conferência Europeia do Ensino Doméstico.

Esta semana, apercebi-me que o número de visitantes deste blog ultrapassou os 100.000, o número de seguidores atingiu os 300 e o número de membros da rede do ensino doméstico ultrapassou os 500!

Os tempos que vivemos são excitantes! Que honra sermos pioneiros deste novo paradigma educacional na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa! Vamos celebrar!

4 comentários:

Isabel de Matos disse...

Vamos celebrar!
Parabéns!!! (a ti e a todos!) E muito obrigada Paula por teres disseminado a informação sobre o ensino doméstico em Português!!!

Grandes progressos! Que bom para todos!

Muitos beijinhos
Isabel

Luísa disse...

Parabéns por estes quatro anos :-)
Parabéns pelo empenho na divulgação do Ensino Doméstico.
Obrigada por toda a informação partilhada.

Foi também há quatro anos que começámos a equacionar esta possibilidade, do Ensino Doméstico, para os nossos filhos.

Um grande beijinho Paula e mais uma vez obrigada por toda esta dedicação

Paula disse...

Isabel,

Naquela altura, um dos poucos resultados que encontrei no google foi teu blog - tivemos a mesma ideia ao mesmo tempo! Sincronicidade ;-)

Obrigada pelo feedback; como sabes, muitas vezes penso em deixar-me disto e partir para outra, e são os comentários que me vão dando energia para continuar.

Paula disse...

Luísa,

Obrigada! O modelo da CNV resulta! Quando nos abrimos e expressamos as nossas necessidades (neste caso, de feedback e inspiração), a maior parte das pessoas sente prazer em contribuir para a nossa felicidade ;-)

A minha experiência na blogosfera tem sido muito positiva. Adoro as nossas "amizades virtuais" e a sensação de fazer parte desta comunidade de familias que assumem responsabilidade pela educação dos filhos.

Penso que todos os nossos blogues são importantes, porque mostram outras possibilidades, abrem outras realidades. E sinto muita admiração por vocês, que em Portugal são uma verdadeira minoria!