Este blog partilha informação sobre o homeschooling e o unschooling - ensino doméstico ou educação domiciliar. Para navegarem o site, usem os links acima e, para os posts de 2011, o botão da pesquisa na barra direita. Facebook: Aprender Sem Escola Email: aprendersemescola@gmail.com

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

Primeiro Ministro da Jamaica opta pelo homeschooling


Muitos perguntam: qual é o perfil das famílias que ensinam os seus filhos em casa? A verdade é que já não encaixam em determinado perfil. Tal como as famílias que mandam os filhos para a escola, as que optam pelo ensino domiciliar vêm dos mais variados backgrounds religiosos, políticos, econômicos e acadêmicos. Agora, até ex-ministros de educação optam pelo ensino doméstico!

Andrew Holness, primeiro-ministro da Jamaica, defendeu sua decisão de educar os filhos em casa após críticas de que a sua opção poderia ser vista como um criticismo ao sistema de ensino jamaicano.

Respondendo a perguntas feitas pelo Observer depois de ser desafiado por membros do público, o primeiro ministro disse que ele e sua esposa tiraram os filhos de uma das melhores escolas independentes para proporcionar uma "aprendizagem individualizada" a um dos filhos, que estava a ficar para trás na escola.

Juliet Holness, a esposa do primeiro ministro, disse que "não era justo eles passarem tanto tempo fazendo trabalhos escolares" e que ela queria dar aos meninos, com idades entre os sete e os nove, "uma experiência mais equilibrada e abrangente".

O primeiro ministro fez a seguinte declaração:

"Apesar de várias intervenções, chegamos à conclusão de que o melhor seria criar uma solução de aprendizagem individualizada que vai ao encontro dos seus interesses para lhe estimular o apetite para o conhecimento, e ensinar da forma como ele aprende melhor. Minha esposa decidiu encarregar-se do processo".

Reiterando as melhoras no sistema de ensino desde seu tempo como ministro da Educação, Holness exortou todos os pais a tomar as melhores medidas para os seus filhos.

Ler o original aqui.

3 comentários:

João disse...

Paula,

Você já assistiu o filme "Entre os Muros" ou "Entre os Muros da Escola" (Entre les Murs, no original)?

Para mim foi como se estivesse assistindo as próprias salas de aula que tive que frequentar nos meus 15 anos!
Que potencial medonho um ambiente desse tipo tem para bagunçar completamente o desenvolvimento emocional do indivíduo!!

Que fracasso o sistema educional!!

Não gostaria que meus filhos vivessem o mesmo que tive que viver na escola!!

Paula disse...

Oi João,

Vi partes do filme mas nunca assisti do inicio ao fim - está disponivel online, mas sem legendas. De qualquer modo deixo aqui o link, caso alguém queira ver em francês

http://youtu.be/PnJTze8UFjU

Anónimo disse...

Que atitude maravilhosa!
As respostas foram perfeitas.
Precisamos de gente assim em Brasília porque a coisa está demorada... Afinal, qual é a dúvida? Ou não querem perder as facilidades que um povo doutrinado proporciona?
Precisamos acordar - todos - urgentemente.